Aprenda como funciona o jejum intermitente

Aprenda como funciona o jejum intermitente

O jejum intermitente se tornou uma das opções que as pessoas utilizam para emagrecer, onde seu método é intercalar períodos de jejum com períodos de alimentação.

Depois da alimentação, o organismo transforma a energia absorvida em glicose, isso faz com o hormônio da insulina (responsável por colocar esse açúcar para dentro das células) seja ativado. A energia não utilizada é armazenada em forma de gordura.

Essa energia se esgota depois de um tempo, fazendo com que o corpo seja obrigado a utilizar as reservas. Sendo assim, o corpo acaba utilizando os estoques de gordura e como consequência, ocorre perda de massa gorda.

Como funciona o jejum intermitente?

Normalmente o jejum ocorre entre 10 a 24 horas, feitos diariamente ou em alguns dias da semana, são intitulados janelas de alimentação os períodos onde a pessoa pode se alimentar. Nos dias do jejum, a pessoa apenas pode ingerir líquidos que não possuam calorias, como agua, chás e café sem açúcar.

Não se esqueça: Quando houver as janelas alimentares, é muito importante que você se alimente da forma correta. Dando preferência para alimentos de verdade, como carnes, frutas e verduras, ao invés de produtos industrializados, processados ou açucarados.

Como começar?

É recomendado começar com um jejum de 12 horas para ir se acostumando, com o passar do tempo, caso você queira, pode ir aumentando o tempo do jejum.

Exemplificando um jejum de 12 horas: Se você tiver feito sua ultima refeição as 20h, a sua próxima refeição vai ocorrer às 8 horas da manhã do dia seguinte. Como já foi mencionado, dentro desse período você pode apenas ingerir água, chá e café sem açúcar.

Alimentos indicados nas janelas de alimentação

É recomendado que você prefira proteínas com pouca gordura, legumes, frutas com casca, cereais integrais e verduras.

A Paiol conta com uma infinidade de alimentos que podem ser consumidos nas janelas de alimentação.

Entre eles estão: Arroz integral; Aveia, flocos de centeio, linhaça, chia, quinoa, granola, frutas e castanhas.

Não é recomendado para quem?

O jejum intermitente não é recomendado para algumas pessoas. Como por exemplo, mulheres grávidas ou amamentando, pessoas diabéticas ou pessoas que possuem alguma condição onde é preciso ficar atento aos níveis de açúcar, pois um longo período sem induzir hipoglicemia pode trazer graves consequências para elas.

Quais são os benefícios?
Quando feito da maneira correta, o jejum intermitente pode trazer muitos benefícios. Entre eles estão:
– Perda de peso;
– Aumento da disposição;
– Clareza mental;
– Controle da glicemia e insulina.

Quais são os malefícios?

Muitas pessoas acabam não se adaptando à esse método, pois não conseguem ficar longos períodos sem comer. Principalmente pessoas que estão acostumadas a se alimentarem de três em três horas.

Também não é recomendado para pessoas que decidem começar sem acompanhamento médico, pois se não fizer certinho, pode levar a desnutrição, desidratação, hipoglicemia, entre outros.

Importante: Antes de se aventurar nesse método de jejum, não esqueça de procurar o auxilio de um profissional.

Deixe uma resposta